Por que sou tão burro em matemática?


Created on 01 Sep, 2018
Revision of 02 Apr, 2021
1509 views
Maintainer:
Varieties

Normalmente não se trata de burrice, mas sim de alguma deficiência em assuntos mais simples que acaba impedindo o avanço nos estudos. Alguns possíveis motivos para essa deficiência são:

1. Decorar ≠ Aprender

Procure entender os conceitos ao invés de apenas decorá-los. Aquilo que você decora vai pra memória de curto prazo e logo depois é descartado. Já aquilo que você entende vai pra memória de longo prazo, e poderá ser usado em outras ocasiões.

O problema dessa forma de estudo é que demanda algum tempo e esforço. Portanto, se planeje com antecedência e não deixe acumular muita coisa pra ser estudada de véspera.

"Educação é aquilo que fica depois que você esquece o que a escola ensinou", Albert Einstein

2. Lacuna Escolar

Em alguns casos de mudança de colégio ou descontinuidade significativa no ritmo escolar, podem ocorrer algumas lacunas no conteúdo didático. Nesses casos, não tenha receio em voltar no conteúdo e revisar assuntos mais antigos. Na medida que as dúvidas forem sendo resolvidas, avance gradativamente no conteúdo.

3. Excesso de Distrações

Quando for estudar, procure escolher um ambiente e um horário que lhe permita manter o foco e a atenção. Distrações em excesso (tais como redes sociais, conversas em paralelo, televisão) reduzem significativamente a eficiência do estudo.

Por outro lado, se qualquer coisa for motivo de distração (por menor que seja), então o problema pode ser de falta de interesse do estudante. Nesses casos, uma conversa sobre a importância da matemática no mercado de trabalho eventualmente pode ajudar.

"Quando você está fazendo algo com prazer, você não percebe que o tempo passa. Às vezes, estou tão entretido no meu trabalho que me esqueço do almoço.", Albert Einstein

Dúvidas e Comentários

  • Você concorda com os possíveis motivos acima?
  • Sua situação se encaixa em algum dos motivos acima? Qual?
  • Deixe suas dúvidas e comentários na seção logo abaixo.

Leitura Recomendada:

Comments  •  25