Quando Milei chega ao Brasil?


Created on 02 Apr, 2024
Last Update on 02 Apr, 2024
Maintainer
pior_naum_fica

Quando Milei entrou para a política, todo o mundo, na Argentina, dizia que ele não tinha nenhum futuro. Pois não era um político profissional. Era um outsider, que queria entrar na política argentina, dominada por uma casta de políticos profissionais, que se eternizava no poder.

De restrição em restrição, chegou a presidente. Hoje está fazendo uma profunda reforma na Argentina. Os mais atingidos são os políticos da velha casta, que dominaram a Argentina por décadas.

Apesar da oposição, que enfrenta no Congresso, Milei avança nas reformas e começa a colher os primeiros frutos, que ninguém estava esperando logo cedo.

As contas públicas começam a ser superavitárias. As arrecadações já são maiores que as despesas. Ou seja, a dívida pública começa a ser paga. Bem ao contrário do que Lula faz no Brasil. Lula está gastando muito mais que arrecada, produzindo déficits crescentes e aumentando a dívida pública.

Milei cortou a alternativa de emissão de pesos para financiar os gastos públicos. O que começou a valorizar o peso e diminuir o valor do dólar no mercado negro. Isso é algo totalmente inédito na economia argentina. Que viveu por décadas emitindo pesos para financiar o aumento dos gastos públicos e da dívida pública. E o dólar se tornou na reserva de valor. Todo mundo economizava em dólar na Argentina.

Milei tentou passar um pacote de leis para reformar o Estado Argentino, mas não conseguiu. Agora está fazendo tudo nas suas estratégias, que pode fazer, sem passar pelo Congresso.

Já que não consegue privatizar as empresas estatais, ele está melhorando o seu funcionamento. Em algumas, como na empresa de comunicação pública, demitiu todos os funcionários. Isso está colocando em pânico os empregados esquerdistas. De repente ficaram desempregados.

Na Argentina, como no Brasil, existe uma quantidade enorme de funcionários que estão empregados na máquina pública sem necessidade. Com as reformas que Milei está implementando, a grande maioria vai perder o emprego.

Esses ares de reforma já chegaram ao Brasil. Apesar do governo Lula, muitos sentem que Lula não vai ficar por muito tempo no poder. O risco de Lula sofrer impeachment é muito grande. A maioria do povo brasileiro não quer mais Lula no poder. O Congresso Brasileiro já está sentindo essa pressão das ruas.

Logo deve começar as pressões para o impeachment do Lula. As condições de vida dos mais pobres estão piorando rapidamente, por causa das medidas econômicas que Lula está implementando.

Com o aumento da inflação, causado pelos aumentos nas commodities agrícolas, as condições de vida dos mais pobres deve piorar bastante nos próximos meses. O que empurra o Congresso Brasileiro para o impeachment do Lula.

O próximo governo brasileiro direita vai copiar muitas das reformas que Milei está implementando na Argentina, principalmente as que melhores resultados estão conseguindo.

O corte do número de funcionários públicos é uma delas. A maioria dos esquerdistas estão empregados nas empresas públicas. Como não são funcionários públicos estatutários não têm estabilidade. Essa medida o novo presidente de direita pode fazer imediatamente.

O que vai ter um grande impacto nos partidos de esquerda, que vão perder muito da sua sustentação econômica. Pois as contribuições vêm dos funcionários que trabalham para o governo.

É o que está acontecendo, hoje, na Argentina. É o Brasil de amanhã.


Replies

Comments