Tenho muita dificuldade em Matemática. O que fazer?


Created on 17 Sep, 2023
Last Update on 17 Sep, 2023
36 views
Maintainer
Matematica
É normal ser burro em matemática?

Não é incomum as pessoas sofrerem com matemática. Muitas pessoas ficam intimidadas com matemática, mas isso não significa necessariamente falta de inteligência. Algumas estimativas indicam que 30% da população se considera ruim em matemática, e metade da população adulta se considera incapaz de entender matemática.

Cada um tem diferentes pontos fortes e fracos, de tal forma que é normal se destacar em umas áreas mas ter dificuldade em outras. E isso não significa ser “burro”. Significa apenas que você ainda não encontrou a abordagem ou o material adequado para ajudá-lo a entender os conceitos. A matemática pode ser abstrata e complexa, e frequentemente as pessoas precisam de um tempo extra para praticá-la e dominá-la.

Se você está tendo dificuldade em matemática, considere procurar a ajuda de um professor, tutor, ou apoio online. Resolver exercícios, aplicações práticas e contar com auxílio visual também podem facilitar o aprendizado da matemática. Lembre-se que cada um aprende no seu próprio ritmo, então não há problema em ter mais dificuldade que os demais em certas coisas.

Não seja muito duro consigo mesmo! O mais importante é não desistir e continuar tentando. Você consegue!

DISCALCULIA

Ser bom em matemática não é sobre ter um talento natural. Assim como tantas outras habilidades, a matemática pode ser aprendida e aperfeiçoada com prática e orientação.

Existem vários motivos que alguém pode achar matemática difícil, por exemplo: métodos de ensino inefetivos e ansiedade. No entanto, algumas pessoas podem ter um transtorno no aprendizado de matemática como a discalculia. Essa é uma condição que afeta a habilidade de entender e usar números e conceitos de matemática. Discalculia não é um sinal de baixa inteligência ou preguiça, mas apenas uma forma diferente na qual o cérebro processa as informações de matemática.

Pessoas com discalculia têm dificuldade com conceitos básicos de matemática tais como: padrões, cálculos e problemas com palavras. Também podem ter dificuldade na compreensão de textos, ortografia, escrita, dentre outros.

Se você acha que sofre de discalculia ou algum outro transtorno de matemática, converse com seus pais, professores ou responsáveis. Eles poderão encontrar a estratégia e recursos adequados para que você supere suas dificuldade e melhore em matemática.


Definitivamente, sou burro em Matemática. O que posso fazer?

Conforme mencionado acima, ter dificuldade em matemática não significa ser “burro”. Segue algumas coisas que você pode fazer para se desenvolver em matemática:

  • Não acumule dúvidas
    Peça ajuda assim que surgir dúvidas. Não tenha medo de perguntar ao seu professor. Ele poderá explicar conceitos de outras formas ou fornecer exemplos ou exercícios de fixação.

  • Pratique com Regularidade
    Matemática é como um músculo que precisa de exercícios para ficar forte. Dedique algum tempo por dia e faça exercícios de matemática. A prática consistente pode ajudar a reforçar conceitos e melhorar suas habilidades de resolver problemas.

  • Explore diferentes materiais didáticos
    Use diferentes estratégias para aprender matemática. Existem disponíveis inúmeros recursos online, livros texto e vídeos que podem proporcionar explicações alternativas e exemplos de vários tópicos de matemática. São exemplos:

    • Usar auxílios visuais como diagramas ou gráficos para ajudar a lembrar de fatos e padrões.
    • Usar mnemônicos, como acrônimos ou rimas, para ajudá-lo a lembrar regras e fórmulas.
    • Usar objetos como blocos e quebra-cabeças para ajudar a visualizar operações e conceitos.
  • Junte-se a grupos de estudo
    Colaborar com pares que também estão estudando matemática pode ser benéfico. Você pode compartilhar ideias, fazer perguntas e aprender com as experiências dos demais.

  • Ensine outra pessoa
    Explicar conceitos para outra pessoa pode ser uma for eficiente de solidificar o seu próprio entendimento do assunto. Encontre algum colega de estudo ou um parente que esteja disposto a ouvir suas explicações de diferentes conceitos de matemática.

  • Procure por ajuda adicional
    Se você está lutando com tópicos específicos ou conceitos, considere procurar por ajuda externa. Um tutor, professor ou mesmo um conhecido que seja bom em matemática pode lhe prover uma orientação e suporte.

  • Divirta-se com a matemática
    Matemática não é apenas sobre números e contas. É também sobre criatividade, lógica, solução de problemas e descoberta. A matemática pode ficar mais divertida se você conseguir relacioná-la com seus hobbies ou outras áreas de interesse.

  • Se mantenha positivo
    Manter uma atitude positiva pode fazer diferença na sua jornada de aprendizado. Lembre-se que cada um aprende no seu próprio ritmo e que é normal errar ao longo do caminho.

  • Comemore as pequenas conquistas
    Aprender matemática é processo demorada que demanda energia. Comemore as pequenas vitórias para ter fôlego de continuar na maratona.


Detesto estudar matemática. Fico irritado só de pensar. O que faço?

Você não está sozinho nessa. Muitas outras pessoas também sofrem de ansiedade matemática. Os sintomas da ansiedade matemática são diversas reações negativas diante de matemática, tais como: frustração, preocupação, nervosismo, pânico, dificuldade de concentração, e até mesmo tremores, sudorese e palidez.

A ansiedade matemática pode ser o resultado de experiências negativas em matemática, tais como: baixa performance, avaliação negativa, ou falta de orientação. Também pode ser influenciada por outros fatores, tais como: personalidade, baixa estima, estilo de aprendizado, ou histórico cultural. A ansiedade matemática pode afetar sua performance acadêmica e sua saúde mental.

A boa notícia é que ansiedade matemática pode ser superada com o tratamento e orientação adequados. Segue algumas coisas que você pode fazer:

  • Comece Pequeno
    Comece com problemas simples e gradativamente avance para problemas mais desafiadores. Isso pode ajudar a aumentar sua confiança e reduzir a ansiedade.

  • Quebre o problema em partes menores
    Problemas extensos podem ser muito difíceis de serem resolvidos. Tente dividi-los em partes menores porém mais gerenciáveis.

  • Identifique a raiz dos problemas
    Procure identificar as áreas específicas ou conceitos que estão lhe causando dificuldade. Depois de saber no que precisa trabalhar, você poderá concentrar seus esforços na melhoria dessas áreas.

  • Desafie seus pensamentos negativos
    Algumas vezes, ansiedade matemática pode te fazer achar que você é ruim em matemática e que nunca irá melhorar. Esses pensamentos não verdadeiros e só vão lhe fazer sentir pior. Procure desafiar esses pensamentos com algo mais positivo e realístico. Por exemplo: Invés de pensar “eu detesto matemática”, pense “acho difícil matemática mas posso aprender com a prática” ou “matemática não é minha matéria preferida mas existem algumas aplicações práticas que me interesso”.

  • Procure ajuda profissional
    Se você julgar que sua ansiedade matemática é muito severa e está interferindo demasiadamente no seu dia a dia, então você pode se beneficiar em procurar um terapeuta especializado em transtornos de ansiedade. Eles podem te ajudar a identificar as causas da sua ansiedade e fornecer técnicas para gerenciá-la.


Não quero ser cientista, só quero passar de ano. Como aprender matemática rápido?

Mesmo pra quem não precisa de muito aprofundamento, aprender matemática rápido é um desafio. Tenha em mente que talvez não seja a melhor abordagem pra você atingir seus objetivos.

De qualquer forma, existem algumas coisas que podem ser feitas para acelerar seu aprendizado em matemática:

  • Identifique os tópicos mais relevantes
    Mantenha o foco nos assuntos mais prováveis de cair na sua prova. Guias de estudo fornecidas pelo professor do exame podem ajudar a identificar essas áreas. Revise o material do curso e as anotações da aulas do professor.

  • Encontre provas passadas
    É muito comum as provas de um mesmo professor sempre manterem um mesmo estilo ou até mesmo repetirem questões. Encontre provas passadas do seu professor bem como as resoluções.

  • Pratique com antecedência
    Quanto mais você praticar antes da prova, menor será a chance de dar branco na hora da prova.

Lembre-se, não existe bala de prata pra aprender matemática instantaneamente. O ideal é praticar consistentemente.


Replies

Comments